Câmara de Avaré está entre as de menor gasto no Estado

Câmara de Avaré está entre as de menor gasto no Estado Fonte da Foto: Divulgação

A Ong Observatório Social do Brasil, situada em São José do Rio Preto/SP, divulgou o ranking de gastos por habitantes das Câmaras Municipais de todo o Estado de São Paulo.

O estudo feito gerou Relatório referente à atualização dos custos das 645 Câmaras Municipais de São Paulo no período de 2010 a 2017.  O relatório é realizado considerando dados disponibilizados no TCE/SP, TCM/Capital, despesas empenhadas, IBGE, população estimadas, TSE/SP, composição das Câmaras (números de vereadores) e BACEN IGP-M de 2010 a 2017. Com esses dados foi elaborado o ranking dos custos por cidadão de todos os municípios, do menor para o maior.

Segundo dados do relatório a Câmara de Avaré teve, no quesito porcentagem do aumento real (2010/2017) um déficit de -64,80%, o que elevou sua colocação do 160º no ano de 2016, para 30º lugar em 2017, ou seja, a cidade deu um salto em economia de gastos com o legislativo de 130 posições, chegando a ficar no 174º lugar em 2013,  197º em 2014 e 211º em 2010, conforme demonstrado no quadro:

Ranking Aumento Real Gastos (2010-2017): 4

% Aumento Real (2010-2017): -64.80%

Posição 2017: 30

Cust/Hab 2017: R$ 42.68

Posição 2016: 160

Cust/Hab 2016: R$ 69.09

Posição 2015: 148

Cust/Hab 2015: R$ 61.25

Posição 2014: 197

Cust/Hab 2014: R$ 66.63

Posição 2010: 211

Cust/Hab 2010: R$ 47.07

*fonte: Ong Observatório Social do Brasil

O ranking também aponta o custo do vereador por habitante, apresentando o menor custo dos últimos 8 anos analisados, conforme o quadro acima,  que foi de R$ 42,68(quarenta e dois reais e sessenta e oito centavos) em 2017, ficando abaixo, inclusive, do ano de 2010 em que a Câmara tinha apenas 10 (dez) vereadores. Foi apresentada, ainda, a média de gastos por vereador no ano teve uma redução significativa em 2017, comparando com 2016 e com outros anos, conforme demonstrado:

Média Gastos/Vereador 2017: R$ 293,779.37

Média Gastos/Vereador 2016: R$ 472,692.61

Média Gastos/Vereador 2015: R$ 416,442.41

Média Gastos/Vereador 2014: R$ 450,096.80

Média Gastos/Vereador 2013: R$ 378,249.97

*fonte: Ong Observatório Social do Brasil

Diante tais demonstrações feitas pelo estudo muito bem detalhado e elaborado pela Ong, pode-se notar a economia que vem sendo feita pela atual gestão do legislativo demonstrada pelos números, daí, então, tem-se a clara conclusão por que foram devolvidos R$ 3 milhões ao município do duodécimo repassado à câmara. “essa é a prova de que dá para economizar dinheiro público, atuando com responsabilidade, gestão e sem desperdício. Quem ganha com isso, sem dúvida, é a população que vê o seu dinheiro aplicado com total respeito”, declarou o presidente Toninho da Lorsa.

 

Veja Também