Comissão de Ética arquiva denuncia contra vereador

Comissão de Ética arquiva denuncia contra vereador Fonte da Foto: internet

A Comissão de Ética da Câmara de Avaré, presidida pelo vereador Ernesto Albuquerque, não aceitou a denuncia feita pela advogada Elisandra Pedroso Ferreira contra o vice-presidente do Legislativo, Sérgio Luiz Fernandes, o Cabo Sérgio.

O parecer da Comissão, que é formada também pelos vereadores Marialva Biazon (relatora) e Roberto Araujo (membro), está disponível no site da Câmara.

“Ante a documentação apresentada na denuncia, verificou-se ausência de procuração por parte de Joselyr Silvestre outorgando poderes à denunciante, Elisandra Pedroso, o que impede a análise da denúncia, mas, mesmo assim, a denúncia é inepta por não descrever com precisão as eventuais irregularidades. Os fatos não tipificam nenhuma infração ilegal”, aponta o relatório da Comissão de Ética.

Na última segunda-feira, dia 14, Elisandra Pedroso, que é esposa do ex-prefeito Joselyr Silvestre, apresentou uma denúncia contra o vereador Cabo Sérgio, policial militar aposentado.

Elisandra questiona a forma como seu marido teria sido abordado por Fernandes, durante um encontro pela cidade.

De acordo com a denúncia, o vereador teria filmado o ex-prefeito e ainda o questionando a respeito de sua livre circulação.

Para a advogada, o comportamento de Sérgio Fernandes caracteriza perseguição política, além de infração politico-administrativa.

As imagens feitas pelo vereador foram enviadas à Justiça de Avaré.

Durante a sessão de ontem, Sérgio afirmou que apenas questionou o ex-prefeito por saber de notícias de que ele não estaria bem de saúde, por isso, teria o benefício da prisão domiciliar.

No dia seguinte, em contato com a redação do Jornal do Ogunhê, Elisandra informou que Joselyr não está mais em prisão domiciliar e, sim, em liberdade, já que, segundo a advogada, teve sua pena indultada pela Justiça.

Veja Também