Contas de Jô Silvestre caminham para serem rejeitadas

Contas de Jô Silvestre caminham para serem rejeitadas Fonte da Foto: arquivo

As contas de 2017 de Jô Silvestre estão em situação muito delicada, pois segundo parecer da assessoria técnica do Tribunal de Contas, várias irregularidades foram apontadas, e isso pode causar a rejeição dessas contas, prejudicando ou até tornando inviável uma possível candidatura a reeleição do atual prefeito.

O processo é de número 6824.989.16-4 e está sendo encaminhado à Procuradoria do Tribunal, com vários apontamentos, onde cita que a Prefeitura tem erros como falha de escrituração contábil, Balanço Patrimonial não registra corretamente as pendências judiciais (em ofensa aos Princípios da Transparência Fiscal e da Evidenciação Contábil), além de divergências entre dados informados pela Origem e os apurados pelo Sistema AUDESP.

Os técnicos do Tribunal também verificaram que a Prefeitura falhou no empenhamento da despesa com os depósitos mensais para o regime especial de Precatórios, influenciando no resultado da execução orçamentária. Outro problema apurado foi o repasse (transferência financeira) para a FREA de valores inferiores ao previsto em lei municipal, além de falta de informação sobre a devolução de duodécimos( valor não informado ao Sistema AUDESP, havendo necessidade de ajustes no demonstrativo deste item e divergência na contabilização do valor).

São dois relatórios, de cinco e seis páginas repletos de irregularidades que vão servir para matérias informativas a respeito das contas 2017 de Jô Silvestre. Mas chama a atenção que o relatório cita descumprimento do Princípio norteador da responsabilidade fiscal, que determina o equilíbrio das contas públicas, haja vista recorrentes déficits na execução orçamentária ao longo dos últimos exercícios, déficit financeiro no exercício e aponta ainda que a Prefeitura não possui liquidez face aos compromissos de curto prazo, o que é muito grave. Se os conselheiros do Tribunal de Contas seguirem esse parecer e rejeitá-lo, a situação do prefeito pode se complicar muito, pois em seguida essas contas deverão seguir para a Câmara, onde tudo pode ficar bem mais complicado.  O Jornal do Ogunhê vai estar acompanhando esse andamento para garantir as informações aos nossos leitores.

Veja Também