Crise leva lojas a baixar suas portas, destaca jornal

Crise leva lojas a baixar suas portas, destaca jornal Fonte da Foto: ilustrativa

Na semana passada o jornal A Voz do Vale fez uma abordagem interessante e de grande importância, falando de um assunto muito pouco explorado em Avaré, sobre o fechamento de várias lojas, algumas baixando as portas devido à crise alegando à crise  que toma conta do pais, outros pelo motivo dos preços altos de aluguéis  praticados  em Avaré.

Um dos pontos mais importante da matéria elaborada pelo jornal A Voz do Vale é que além de excelente, abre um leque para que se possa ainda dentro do mesmo conceito dar uma dimensão da situação em termos de cidade, pois cada município pelo que entendemos procura uma saída quando necessário e em Avaré existem outros pontos que não podem deixar do contexto, fora o que já deixou claro a reportagem do jornal A Voz do Vale, que elucidou situações importantes sobre o comércio varejista.

Entretanto, como explicam pessoas que estudaram e conhecem muito bem o poder econômico de Avaré, foram enfáticos em afirmar que a cidade  está empobrecendo aceleradamente pela falta da busca de grandes empresas para expandir o numero de trabalhador, já que o numero de desemprego aumenta, sendo a única saída viável para que a cidade volte a sair do retrocesso acelerado. A saída para o município segundo um entendido do assunto que por questões políticas prefere não se mostrar, ainda são as grandes empresas e que mesmo assim encontram dificuldades aqui que seria mão de obra qualificada, cujo investimento pouco se ouve falar.

Segundo um grande empresário da cidade, “não há como fazermos comparações entre Avaré e Botucatu, visto que lá são inúmeras as empresas de grande porte que empregam grande numero de funcionários e com sistemas de qualificações, o que Avaré não tem”. Do jeito que está a tendência é aumentar o retrocesso e portas muitas outras portas comerciais continuarem a fechar o que foi muito bem desenhado e apurado pela reportagem do jornal A Voz do Vale.

Veja Também