Críticas de Ripoli ao McDonald’s Avaré repercutem

Críticas de Ripoli ao McDonald’s Avaré repercutem Fonte da Foto: Jornal do Ogunhê

Muita gente está interessada em saber por que o radialista Rodivaldo Ripoli vem atacando sistematicamente a rede McDonald’s, referindo-se ao Mc instalado na entrada da cidade de Avaré, considerado como mais um ponto turístico de degustação da cidade, além de ser uma multinacional famosa.

Curiosamente, e já se sabe que não é do nada, de repente, o radialista passou a criticar os lanches do McDonald’s e, para não se comprometer, evita falar o nome da empresa, um velho costume seu, o que não justifica, já que, da forma como faz, fica evidenciado que está falando do mais famoso lanche do mundo, referindo-se ao Mc de Avaré, pois coloca argumentos que nos fazem entender.

Ao invés de valorizar um dos novos pontos de atração de Avaré, Ripoli faz questão de mostrar um lado negro que nada tem a ver com a realidade, pois o empreendimento é um sucesso, com cinema, bom restaurante e, em breve, novas lojas; mesmo assim o radialista acha que o certo é falar mal, colocando a cidade em uma posição desfavorável, com o que nós não concordamos, pois Avaré é um polo comercial muito bem frequentado e Ripoli parece não concordar com isso.

Está criticando um empreendimento milionário que veio para Avaré e mal sabe o radialista que suas críticas não estão sendo bem vistas em Avaré e também na região, já que os cidadãos de mais de 16 cidades frequentam semanalmente Avaré, passando pelo McDonald’s para a compra de lanche que Ripoli diz “é tão pequeno o lanche que não dá nem para a picova do dente”.

É evidente que Ripoli dizer que o lanche daquele local não é bom pode ser entendido como  liberdade de expressão e opinião sua, mas dizer que é gelado e que não tem qualidade, colocando termos pejorativos, não está correto. Muito provavelmente, para falar assim o radialista deva pensar que está muito bem amparado ou calçado, mas, quando os primeiros processos dessa multinacional começarem a cair na mesa da Justiça em Avaré, tudo poderá mudar.

Ripoli se diz um bom radialista, embora já tenha ficado mais de quatro anos desempregado em Avaré, mas não percebe que rádios,  jornais e outros veículos de informação sobrevivem do comércio local, razão de muita gente, principalmente da região, não entender esse comportamento supostamente vindo do nada que faz com que o radialista eleja justamente uma multinacional para ser criticada. Como ele mesmo diz: “É uma barbaridade”.

 

Veja Também