Doutor Pedro de Oliveira receberá título de cidadania em maio

Doutor Pedro de Oliveira receberá título de cidadania em maio Fonte da Foto: Acervo

Homenagem recentemente aprovada por unanimidade pela Câmara Municipal, o pergaminho do título de Cidadão Avareense será entregue ao advogado Pedro de Oliveira em maio próximo.

O autor do decreto legislativo, Toninho da Lorsa (PSDB), atual presidente da Câmara, definiu a data da solenidade com o homenageado. Será na noite de 11 de maio, uma sexta-feira, às 19 horas, no Plenário Eruce Paulucci.

Aos 93 anos de idade, o respeitado Doutor Pedro serve de bom exemplo como profissional do direito e como homem público. “Todos se sintam convidados a participar dessa significativa homenagem”, enfatizou Toninho.

A seguir, com exclusividade, o Jornal do Ogunhê reproduz a biografia do novo Cidadão Avareense, traçada pelo cronista e pesquisador Gesiel Júnior.

- Perfil biográfico

Personalidade discreta, o venerável advogado Doutor Pedro de Oliveira é hoje o mais antigo causídico em atuação na Comarca de Avaré.

Filho caçula de Jeremias Antonio de Oliveira e de Elídia Maria da Rocha, ambos lavradores de café, Pedro de Oliveira nasceu em Pardinho no dia 9 de abril de 1925.

Ao lado de seus seis irmãos: Egídio, João, Arcílio, Jovina, Isabel e Alcídia, Pedro trabalhou na roça, na Fazenda Bela Vista, na época em que Pardinho era ainda distrito do município de Botucatu. Ali iniciou seus estudos, sendo alfabetizado na Escola Agrícola Rural da Vela Vista. De lá partiu com a família para uma temporada na Fazenda Ibitira, no vizinho município de Itatinga.

Veio para Avaré, em 1940, aos 15 anos. Nessa fase da adolescência trabalhou como engraxate e também vendia jornais para o Sr. Amantéa, que mantinha a banca do Largo São João. Orgulha-se de relatar suas passagens no comércio local, tendo primeiro atuado como atendente do Bar do Mário Bove e depois empregou-se no armazém do Sr. Sebastião Esteves. Em seguida, aprendeu o ofício de prático de farmácia na Neofarm, depois Drogadada.

Casou-se aos 20 anos, em 19 de fevereiro de 1946, com Geralda Banin, filha do lenheiro Bepe Banin, cuja empresa era fornecedora para a Estrada de Ferro Sorocabana. Dessa união nasceram os filhos Luiz Fernando, falecido ainda jovem num acidente automobilístico em 1971, e José Marcos, os quais lhe deram os netos Sílvio e Luísa. Viveu com Dona Geralda uma longa união: 70 anos de vida conjugal!

Retomou os estudos, já na maturidade, tendo obtido o diploma de contador no Instituto de Ensino Sedes Sapientiae. Enquanto iniciava as suas atividades como contabilista, era funcionário do Banco Moreira Sales, em cuja agência atuou por 9 anos. Também cooperou nos serviços do extinto Bancooper.

Paralelamente às atividades sócio-econômicas, na juventude, Pedro de Oliveira foi membro do Aeroclube de Avaré, tendo voado muitas vezes e também aprendido técnicas de pilotagem na escola da entidade, na década de 1950, quando o município era servido por linhas aéreas.

Já nos anos 1970 serviu de secretário, por uma década, cooperando para o bom funcionamento da hoje extinta Cooperativa de Consumo Avareense, enquanto mantinha seu escritório de contabilidade sediado no Largo Santa Cruz.

Nessa mesma época ingressou no curso de Ciências Jurídicas do Instituto Toledo de Ensino, onde graduou-se. Figura de postura serena, militou dignamente na advocacia e granjeou o respeito dos seus pares pela maneira honrada como sempre pautou seu procedimento.

Ingressou no Movimento Democrático Brasileiro (MDB), partido pelo qual militou nos anos 1970. Em seguida, fez parte do PMDB e se candidatou a prefeito nas eleições de 1982, quando somou votos para a campanha vitoriosa do médico Paulo Dias Novaes.

Entre os anos de 1986 e 1992, durante as gestões dos governadores Franco Montoro, Orestes Quércia e Fleury Filho, desempenhou o cargo de diretor do Escritório Regional de Governo (ERG), período em que obteve a liberação de significativas verbas para muitas obras públicas e empreendimentos nos 17 municípios que integravam a região de Avaré.

Mais recentemente, em 2006, Doutor Pedro de Oliveira exerceu o cargo de presidente da Fundação Regional Educacional de Avaré (FREA), período no qual se empenhou para regularizar as contas dessa importante instituição escolar.

Nonagenário, o ilustre advogado, com efeito, merece receber a maior honraria concedida a quem tanto fez e ainda faz em favor do povo avareense: o reconhecimento de sua perfeita cidadania.

Veja Também