Fim da coligação proporcional poderá impactar eleição em Avaré

Fim da coligação proporcional poderá impactar eleição em Avaré Fonte da Foto: ilustrativa

A exatamente um ano das eleições municipais, os partidos políticos de Avaré começam a se preocupar com uma situação nova que poderá trazer dificuldades na eleição de vereadores. Mudanças recentes na lei eleitoral eliminaram a possibilidade de coligação proporcional, ou seja, aquela coligação em que dois ou mais partidos se unem e formam uma grande chapa para eleger vereadores.

As coligações proporcionais sempre aconteceram em Avaré e partidos pequenos serviram de reboque para eleger vereadores. Alguns dos atuais vereadores se elegeram porque fizeram coligação com partidos menores e poderão ter dificuldades na reeleição em 2020, já que a união de partidos para eleição de vereadores está proibida.

A parceria histórica entre PT e PMDB, em Avaré, por exemplo, sempre elegeu vereadores. Agora, com o cada um por si, cada legenda terá que se estruturar para formar chapa completa de homens e mulheres para não correr o risco de ficar de fora.

 

Veja Também