Fiscalização do TCE encontra irregularidades em UBS de Avaré

Fiscalização do TCE encontra irregularidades em UBS de Avaré Fonte da Foto: divulgação / TCE

O Tribunal de Contas do Estado (TCE) fez uma fiscalização em hospitais, unidades básicas de saúde, unidades de pronto atendimento e pronto socorro de mais de 200 cidades do estado de São Paulo.

Segundo o TCE, irregularidades foram constatadas pelos agentes. Em Avaré, a vistoria foi na UBS Ipiranga e foi constatado que o alvará da vigilância sanitária estava vencido e que as condições de atendimento ao público também não estavam boas. Cadeiras estavam quebradas e limpeza da caixa d’água estava vencida, além de um aparelho que foi comprado em julho de 2018 e ainda estava encaixotado.

Em Arandu, a vistoria foi no Hospital São Vicente de Paulo, onde foram encontradas infiltração nas paredes, um aparelho de raio-x sem utilização, banheiros sem acessibilidade, cozinha interditada pela vigilância sanitária e uma sala improvisada como depósito.

Em Manduri, os agentes do TCE foram ao pronto atendimento e encontraram instalações elétricas improvisadas e a sala de esterilização interditada pela vigilância sanitária.

Os agentes encontraram também mofo e sinais de infiltração nas paredes da UBS de Águas de Santa Bárbara.

A Prefeitura de Avaré disse que a Secretaria Municipal de Saúde não foi notificada sobre a fiscalização, mas vai tomar as providências necessárias quando tiver acesso ao documento.

A Prefeitura de Manduri informou que a sala de esterilização foi interditada na última fiscalização e o serviço era feito em outra unidade como aval da vigilância sanitária. Sobre improvisos em instalações elétricas, a prefeitura disse que o reparo está sendo feito e que o prédio foi reformado há 40 dias.

Sobre a infiltração e mofo nas paredes da UBS de Águas de Santa Bárbara, a prefeitura disse que a Secretaria de Obras fez um levantamento com fotos e um relatório das obras e que os problemas foram identificados. Afirmou que a prefeitura entrou em contato com a empresa que fez a última reforma do local e pediu para que adequações necessárias sejam feitas.

A Prefeitura de Arandu não se pronunciou sobre o assunto até este momento.

Veja Também