Gasto com pedras portuguesas começa a ganhar repercussão

Gasto com pedras portuguesas começa a ganhar repercussão Fonte da Foto: ilustrativa

Para muitos avareenses alguém dentro da Prefeitura estaria apostando no suposto retrocesso com gastos desnecessários ao fazer licitação para compra de mais de dois milhões de reais em pedra portuguesa, além de mais dois milhões para empresa de calceteiros para sua colocação.

Na rede social a discussão é muito ampla pelo menos entre aqueles que entendem que esse tipo de calçamento em outras cidades está sendo trocado por concreto ou lajotas, enquanto que aqui em Avaré parece ser um gasto exorbitante e desnecessário, quando se sabe que a Prefeitura não consegue nem mesmo honrar o compromisso da folha de pagamento e pagar o Avareprev.

Além do mais, a praça da Concha Acústica em frente ao Paço Municipal é feita de pedrinha portuguesa e apenas serve para estacionamento de veículos da Prefeitura, um exemplo péssimo que vem da própria administração da cidade. Em São Paulo inúmeras praças estão tendo as pedras portuguesa retiradas e estão recebendo lajotas ou cimento.

Veja Também