Gritos e acusações marcaram a sessão do dia 8

Gritos e acusações marcaram a sessão do dia 8 Fonte da Foto: divulgação

A sessão extraordinária que votou o relatório final da CP nº 001/2018 foi marcada por ferrenhas discussões e sérias acusações por parte da vice-prefeita, Bruna Silvestre, em relação à vereadora Marialva Biazon.

Em determinado momento, durante a fala da vereadora, a qual explanava sobre a comissão processante, Bruna se destemperou e, em uma reação um tanto quanto contundente, teria chamado a vereadora de caloteira, mandando que a mesma pagasse as suas contas.

A fala da vice-prefeita causou espanto aos presentes e teve uma reação imediata do presidente da Casa, vereador Francisco Barreto, que advertiu a ex-vereadora, dizendo a ela, inclusive, que aquele não seria um comportamento de uma política que já presidiu o legislativo avareense e que, portanto, conhece o regimento interno da câmara.

A suposta acusação de Bruna Silvestre foi respondida pela vereadora Marialva que se mostrou indignada com o comportamento da ex-parlamentar perante os presentes e as centenas de pessoas que acompanhavam a sessão remotamente, via rádio ou internet.

Marialva solicitou as imagens das câmeras do plenário ao presidente Barreto que prontamente ordenou que as mesmas fossem separadas.

Em contato com a vereadora, a redação do Jornal do Ogunhê obteve da mesma a informação de que as providências cabíveis já estão sendo tomadas no sentido de apurar as supostas ofensas proferidas. Aguardemos as cenas dos próximos capítulos.

Veja Também