São Pastel
Gilberto Empreendimentos
Lorsa
Arpoli
Maré
Alecrim

Justiça ouve envolvidos no Caso Grelinha

Justiça ouve envolvidos no Caso Grelinha Fonte da Foto: Divulgação

Em mais uma etapa do processo que investiga o escândalo de fraudes na Prefeitura de Avaré chamado “Caso Grelinha”, a Justiça ouviu testemunhas e réus na manhã do ultimo dia 10 de abril, movimentando totalmente as dependências do edifício do fórum.

Segundo uma fonte ouvida pelo Jornal do Ogunhê, um dos ouvidos foi o ex-prefeito Rogélio Barcheti, que era o gestor na ocasião em que as irregularidades foram descobertas e denunciadas, no ano de 2011.

Ele teria negado as acusações e reiterado as afirmações em audiências anteriores. Consta também que o chamado “pivô” do escândalo, o então empresário João Fragoso, o “Grelinha”, também foi ouvido, além de proprietários das empresas envolvidas nos escândalos, integrantes dos departamentos de contabilidade, procuradores, chefes de seção, licitação e tesouraria, e também secretários que assinavam as notas de serviço.

O número de nomes nessa etapa de investigação chega a 22 pessoas. Na época o Jornal do Ogunhê acompanhou todo o desenrolar do caso, que teve grande repercussão em Avaré, gerando enorme movimentação política devido ao grande número de envolvidos.

Boa parte da documentação no qual se baseia o processo foi reunida por meio de duas CPIs que investigaram o caso, com farto material, além de vários testemunhos. Na época, os relatórios foram encaminhados ao Ministério Público e ao Tribunal de Contas do Estado.

Causídicos que estão acompanhando as informações acreditam que a situação de Grelinha parece estar se complicando, tanto que existem informações que ele teria, nesta ocasião, contado tudo à Justiça, sobre como agiu na época, dando a impressão que estaria fazendo uma suposta delação premiada, deixando indícios de que poderá arcar com problemas maiores desta vez.

Veja Também