Monitoras da Educação sentem-se inseguras

Monitoras da Educação sentem-se inseguras Fonte da Foto: divulgação

Informações que chegam à nossa redação dão conta de que o caso da Monitora Escolar que foi agredida por duas mães, recentemente, e que chegou até mesmo a ser internada no Pronto Socorro, estaria trazendo muito medo a outras monitoras. Fontes informam que o caso não estaria sendo levado a sério pelo setor e o medo vem aumentado.

Segundo o que foi apurado pela reportagem, a monitora que foi agredida até ficar desmaiada e internada, já vinha solicitando maior segurança por parte da Prefeitura ou do próprio setor da Educação, e argumentam que a suposta omissão teria permitido que o fato fosse consumado. 

Por outro lado, essa situação, agora, parece ainda estar fora de controle. A informação é que a Prefeitura não tomou nenhuma providência anteriormente e aparece, agora, afirmando que está dando todas as condições para a monitora. Também foi informando à redação que somente depois da agressão é que a Secretaria de Educação estaria tomando providências.

Outra informação é que monitoras dos ônibus escolares já teriam reclamado à secretária de Educação sobre a pressão que vêm sofrendo no trabalho, mas que muitas não têm nem mesmo coragem de reclamar, teoricamente por receio de serem ameaçadas. Segundo outra informação colhida ontem, existem servidoras que estariam entrando em depressão e ninguém estaria demonstrando preocupação, revelaram várias fontes.

Veja Também