O contraste entre uma festa de ostentação e uma cidade abandonada

O contraste entre uma festa de ostentação e uma cidade abandonada Fonte da Foto: Ogunhê

Podemos até dizer que o prefeito Jô Silvestre possa ser uma pessoa com muita força de vontade, mas que não consegue como homem público realizar algo que seja de grande benefício para a cidade, já que tem ao seu lado uma equipe que mais entende de política do que mesmo de administração.

E, possivelmente, toda essa dedicação a uma festa com vasta ostentação e, com um gasto de mais de dois milhões e meio, fugindo completamente dos modelos de eventos que são feitos na atualidade, está conseguindo trazer para Avaré, praticamente a região inteira, com shows pagos pela Prefeitura e gratuitos como também de graça o estacionamento. Uma ostentação sem igual para uma cidade que nem consegue colocar papel higiênico nos banheiros do Pronto Socorro e demais repartições da saúde, isso sem falar nas ruas abandonadas pelo poder publico de Avaré.

O fato que tudo isso que vem ocorrendo  já é do conhecimento do povo avareense que também usa do Facebook, como o prefeito. Só que ele o usa como instrumento político, mas os moradores dos bairros e do centro usam a rede social para dar seu recado sobre a festa, pois os preços praticados no comércio dentro da festa são caros, o que já em seu quinto dia estaria espantando muita gente, não só de Avaré, mas também da região.

Algumas fontes deste jornal tiveram acesso ao estacionamento e observaram que a maioria de carros estacionados nesses dias de festa é da região e poucos são de Avaré. Isso foi lembrado por um vereador que perguntou se ele é prefeito da região ou de Avaré. Caso o prefeito Jô esteja fazendo isso como maneira de ganhar votos na próxima eleição, deveria ter pensado melhor, porque um número muito grande de frequentadores da festa não mora e muito menos vota em Avaré. E tem quem vá mais longe e diz que esses tipos de festas gratuitas já não ganham eleição em lugar algum, porque o que vale é o que se faz pela cidade e há quem diga que em dois anos o prefeito não deverá fazer nada. Até agora vem supostamente errando sucessivamente. A festa é um grande contraste de ostentação com uma cidade eventualmente abandonada, bastando apenas dar uma volta em alguns pontos da cidade e se vê o desprezo.

Veja Também