Obra do Arenão parada, funcionários estavam sem receber

Obra do Arenão parada, funcionários estavam sem receber Fonte da Foto: Ogunhê

Na manhã de ontem, dia 11, por volta das 10h40, o jornal do Ogunhê recebeu uma informação que os funcionários da empresa MatServ Engenharia estavam de braços cruzados paralisando a obra do Arenão e chegando ao canteiro de obras, observamos cerca de 28 funcionários, todos mostrando uma certa insatisfação e estavam mesmo de braços cruzados. O primeiro jornalista a chegar no local, por volta das 10h40, foi Wilson Ogunhê que acompanhou o desfecho até quase uma hora da tarde.

Em conversa com alguns funcionários, narraram que a situação não estaria satisfatória porque a obra já havia sido paralisada por três vezes por falta de pagamento, foi quando um deles contou que estavam a espera do pessoal do Sindicato de Botucatu.

Tivemos a autorização de adentrar ao local, onde conversamos com os 28 funcionários da empresa, que contaram a situação da empresa, que desde que foi iniciada a obra já no primeiro mês já recebiam com atraso.

Ontem o que estava ocorrendo na área de construção do Arenão era que o jovem Ronni, responsável pela obra, durante a presença da imprensa não fez nenhuma manifestação. Tivemos a oportunidade de ouvir a conversa entre ele e José Luiz Fernandes, secretário Geral do Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Construção de Botucatu.

Segundo o apontador Ronni, o atraso estava existindo porque estaria existindo burocracia na liberação dos recursos para pagar os servidores, o que na opinião dele parecia ser normal. No entanto, depois de muitas tratativas ficou acertado que hoje, dia 12 de julho, os funcionários voltariam a trabalhar com o combinado, avaliado pelo Sindicato, para receber o salário atrasado na próxima quarta feira. De acordo com o Sindicalista José Luiz Fernandes caso o pagamento não seja feito na próxima quarta feira, uma nova atitude deverá ser tomada pelo Sindicato em favor dos trabalhadores.

Veja Também