Prefeito Jô Silvestre não responde a notificação do TCE

Prefeito Jô Silvestre não responde a notificação do TCE Fonte da Foto: Divulgação

A vereadora Marialva Biazon comunicou ao Tribunal de Contas do Estado suposta prática de Nepostismo por parte do prefeito Jô Silvestre ao nomear sua irmã e sua vice Bruna Maria da Costa Silvestre para a presidência do Fundo Social de Solidariedade.

Curiosamente, ao ser notificado pelo Diário Oficial em 18 de outubro de 2019, através do Tribunal de Contas, o prefeito Jô Silvestre não apresentou as justificativas solicitadas. Simplesmente era para que Jô Silvestre se explicasse já que, em tese, estava infringindo a lei 8.429/92.

Entende-se que, na primeira intimação, o prefeito não se manifestou e agora o TCE deu novo prazo para que se defenda da acusação Nepotismo. O TCE publicou no dia 14 de novembro uma notificação dando o prazo de 15 dias para que Jô Silvestre informe as justificativas desse procedimento ao Conselheiro Dimas Ramalho.

Veja Também