Pregão do carnaval e aditamento são apontados como irregulares pelo TCE

Pregão do carnaval e aditamento são apontados como irregulares pelo TCE Fonte da Foto: Divulgação

O prefeito de Avaré volta às paginas dos jornais depois de uma denúncia feita devido a irregularidades no pregão n. 14/2017 em que foram contratados todos os serviços de estrutura do carnaval 2017, quando Jô Silvestre teve oportunidade de defesa, não podendo alegar ignorância quanto ao caso.

O Tribunal de Contas do Estado de São Paulo entende que não se devem contratar todos esses serviços em um só lote e sim separar em vários, afirmando; segundo o relator “não se deve mesclar várias atividades em um mesmo grupo, pois estas podem ser desempenhadas com maior eficiência se licitadas separadamente".

 Assim, o TCE julgou procedente a representação da Câmara de Vereadores de Avaré, julgando irregulares o pregão e o aditamento, devendo, ainda, constar das contas da Prefeitura de 2017.

Dessa maneira, ao constar das contas do prefeito Joselyr Benedito da Costa Silvestre, o Jô Silvestre, do ano de 2017, isso poderá, perfeitamente, ensejar a rejeição das contas e, como é de conhecimento de todos, prefeito com contas rejeitadas beiram à inelegibilidade o que não é um sinal positivo para quem está preparando uma mega festa para dezembro.

 

Veja Também