Se for pra judicializar, então vamos fazer aqui também, diz Toninho da Lorsa

Se for pra judicializar, então vamos fazer aqui também, diz Toninho da Lorsa Fonte da Foto: Divulgação

Quem não se lembra daquele caso dos remédios que estavam sendo levados da Saúde de Avaré, para a Saúde de Ourinhos. O caso foi apurado pelo vereador Toninho da Lorsa que questionou enviando um requerimento para a saúde de Avaré se havia doação de medicamentos para aquela cidade e a resposta de Avaré foi que existem trocas de remédios entre as duas cidades intermediadas pelo Núcleo de Assistência Farmacêutica (NAF).

Segundo Toninho da Lorsa, o município de Ourinhos respondeu, apenas, que “recebeu” e o vereador apresentou na tela na Câmara na segunda-feira, narrando a quantidade e a marca dos medicamentos. A dúvida que ficou foi que uma cidade fala que só trocou e outra apenas diz que recebeu - explicou Toninho da Lorsa.

O vereador estava com mais um requerimento pronto, apenas perguntando qual foi o medicamento teria voltado para Avaré. Toninho com o requerimento nas mãos passou a rasgá-lo dizendo que, depois da decisão sobre as respostas, não iria mais questionar e disse: a partir de agora, “meus ofícios serão para o Ministério Público” e continuou “se é prá gente judicializar tudo como o prefeito está fazendo, nós vamos judicializar também; essa é a alternativa que nós temos, não vou mais encaminhar, porque não sei quando vem a resposta”.

A situação estaria ficando cada vez mais difícil de se entender que até mesmo Toninho da Lorsa saiu em defesa de vereador da base do prefeito, que também está reclamando da demora do prefeito em responder. Para finalizar, Toninho disse que, de agora em diante, tudo se resolve no Ministério Público.

Veja Também