Secretário usa lei municipal para contratar médicos

Secretário usa lei municipal para contratar médicos Fonte da Foto: Divulgação

Não é de hoje que este site de notícias tem usado amplo espaço para falar da Saúde em Avaré, que tem sido alvo de muitas críticas não só da população, mas também pela parte do Legislativo, onde os vereadores têm mostrado uma posição muito firme para cobrar de Jô Silvestre o que ele prometeu em campanha, onde ele disse em palanque que iria resolver os problemas do setor, fazendo críticas ao seu antecessor (Paulo Novaes Filho).

Ocorre que não é preciso ser especialista para ver que a Saúde tem sido bastante problemática, onde até os médicos tem pedido exoneração, além de relatos de perseguição que já chegaram aos ouvidos dos vereadores. Isso mostra que não conseguiu fazer diferença em relação ao governo anterior e o filho do Joselyr corre o risco de ficar conhecido pelas promessas vazias.

Afirmando determinação da Promotoria, o secretário da Saúde Roslindo Wilson Machado, disse que, para resolver o problema da falta de profissionais, está usando da Lei Municipal 1.998, onde, através do sistema de chamamentos públicos, faz a contratação de médicos de determinadas especialidades, de forma emergencial, para contratos de 1 ano e até 100 atendimentos.

Nesse sistema já foram chamadas as empresas M.Y.K. Clínica Médica Ltda., Centro Médico Cerqueira César Ltda. ME, e A.C.P. Centro Ginecológico Ltda., dentro do valor total de R$ 120 mil. Na fala do secretário, consta que a intenção é contratar profissionais, mas em uma observação mais apurada o que se percebe é que a Prefeitura está suprindo essas vagas contratando empresas. Advogados ouvidos pelo Jornal do Ogunhê dizem não recomendar essa forma de contrato, mesmo tendo uma lei municipal, pois seria uma espécie de “terceirização”, o que precisaria ser bem melhor estudado. Não queremos aqui criticar o secretário, que inclusive deve estar usando dessa medida para evitar o “colapso” total da Saúde devido à falta de médicos, um fato inédito e que merece registro, mas, com certeza, essa é uma situação que já chama a atenção e que deverá ser motivo de comentários ácidos na sessão da Câmara. Também já tem mais um chamamento pronto, para contratar pediatra (03), ortopedista (02) e também especialistas em dermatologia, otorrinolaringologia, pneumologia e endocrinologia. – Com Informações do Jornal A Comarca.

 

Veja Também