Servidores não compareceram à Câmara na segunda

Servidores não compareceram à Câmara na segunda Fonte da Foto: Ilustrativa

Era esperado que para a votação que aconteceria (mas não aconteceu) para aumento de salário para os médicos da rede municipal, comparecesse um número expressivo de servidores públicos, o que não ocorreu. Diante do que vem ocorrendo na atual administração em que servidor pode sofrer retaliação por estar conversando com jornalista, não poderia ser diferente, o fato de na noite de segunda-feira não aparecerem servidores na Câmara de Vereadores.

Mas, mesmo assim, o Grupo dos 7 vereadores que forma a base de oposição ao prefeito, ainda com os votos de Alessandro Rios e Ivan da Comitiva, fizeram com que o projeto de Jô Silvestre fosse adiado, com votação de 9 a 4 pelo adiamento. E como já foi explicado, faltou um pouco mais de responsabilidade por parte da Prefeitura, que havia retirado o projeto, prometendo um novo, fato que não aconteceu.

Quanto à falta de servidores na plateia, já era esperada porque, nunca na história de Avaré, os servidores estão supostamente sendo tão monitorados, principalmente agora que o prefeito Jô Silvestre já deixou clara a possibilidade da terceirização da limpeza pública da cidade, o que mostra que ele segue muito bem o que seu pai fazia, e isso ele já deixou claro que iria fazer quando assumiu a cadeira de prefeito. O que não sabemos é como vai terminar tudo isso, sobre um prefeito que não sabe conduzir o básico para a população, principalmente na Saúde, mas que sabe muito bem gerenciar uma festa que vai acontecer somente daqui a cinco meses, parecendo ser a coisa mais importante para a cidade.

Mas os servidores precisam aprender que estamos em um país democrático e que não só as aspirações do prefeito devem ser obedecidas, mas sim as normas e leis, nas quais os servidores estão inseridos e que o direito de cada um está na frente do que possa imaginar o prefeito Jô Silvestre, que acha que administrar a cidade na base do pão e circo sem dar o básico para os que precisam da saúde do município pode lhe render alguns dividendos em votos no futuro, o que é um ledo engano.

 

Veja Também