Vereador não convence que tudo foi um mal entendido

Vereador não convence que tudo foi um mal entendido Fonte da Foto: ilustrativa

Não tem a mínima lógica politica os argumentos tão simples que o vereador e presidente da Câmara, Barreto, está usando para convencer que o seu comportamento se refere apenas a um mal entendido com relação a mais uma denúncia que a vereadora Adalgisa pretendia fazer contra a Secretária de Educação.

A população não está engolindo de forma alguma e cada um está tirando a sua conclusão de forma que o vereador parecer estar querendo ganhar notoriedade em momentos errados ou não estaria supostamente preparado para assumir a posição de presidente do Poder Legislativo.  Até relembrou um leitor do próprio Barreto que o seu comportamento com a vereadora Adalgisa ,que como ele é oposição ao prefeito, tem todo o direito de apresentar quantas denúncias ela quiser, não sendo obrigada a ficar refém da mesa da Câmara.

Por outro lado, começamos a notar o quanto é difícil entender os petistas também de Avaré, quando se observa que o vereador Ernesto Albuquerque que na mesma noite criticava com veemência o vereador Ripoli, lembrando dos 50 reais emprestado ao radialista há décadas, faz ácidas críticas contra o Ripoli e agora vira sua metralhadora contra este jornal, através dos microfones da rádio Comunitária Cidadania, para defender Barreto e ainda por cima faltando com a verdade.

Ernesto ontem dia 23 de agosto, disse que o vereador Barreto foi ao programa de Ripoli com aprovação do diretório petista, o que não é verdade, pois é mais do que incoerente achar que Barreto poderia ir ao programa de Ripoli sendo que o Ernesto no mesma noite arrebentava com o radialista. Este jornal apenas narrou fatos e contra fatos não existem argumentos o que ocorre agora é que o PT quer salvar situação, tanto que Ernesto ontem disse que se Ripoli convidá-lo ele também vai e havia vereadores indignados sim.

Ernesto deveria prestar mais atenção, pois esse jornal antes de opinar assistiu à gravação da sessão que abriu a polêmica e foi muito perceptível o seu silêncio, quando Barreto cometeu aquele erro, só agora sai em defesa de Barreto usando subterfúgios que não convencem com essa conversa que o Diretório permitiu a ida de Barreto no programa de Ripoli. Quanto a Ripoli, será que o PT de Avaré quer se aproximar daquele que eles sempre odiaram? Apenas para esclarecer ao vereador Ernesto não estamos trabalhando para nenhum partido, apenas estamos mostrando o que acontece em Avaré, mas num jornal que não tem comprometimento político com nenhum partido conforme insinuou o vereador Ernesto em seu programa 60 minutos, que alega que o vereador tinha autorização do diretório para ir ao programa de Ripoli e que sabemos que isso não é verdade. O que é ruim e virou motivo de fortes risadas em Avaré é o fato consumado de que o PT de Ernesto e Barreto, depois de votar contra uma denúncia que investigava uma irregularidade na Educação, agora quer virar amigo de Ripoli.

Veja Também