Atual secretário da Saúde já participou de paralisação no Pronto Socorro

Atual secretário da Saúde já participou de paralisação no Pronto Socorro Fonte da Foto: Do Vale TV

Avaré vive uma grande crise na Saúde, onde o atual secretário de Saúde, Roslindo Machado, depois de entrar em polêmicas com médicos do Pronto Socorro e também com vereadores, dizendo até que Dr. Hidalgo “quer aparecer”, no momento também está em queda de braço com a Unimed de Avaré, conforme vários jornais noticiaram, e tudo isso em meio a uma pandemia, onde compras suspeitas de remédios geraram uma CPI, atingindo em cheio a atual administração.

Mas o que foi lembrado nesta semana por um político muito bem informado é que o secretário Roslindo Machado também já foi médico do Pronto Socorro e que ele, junto com outros profissionais de Saúde, participou de uma espécie de paralisação, deixando o PS sem profissionais, por causa de um desacerto financeiro com a Prefeitura.

Segundo informações, inclusive de ações judiciais, a empresa MSM Clínica Médica de Avaré Ltda. era contratada para atender no Pronto Socorro e, em 2010, passou a gerar problemas de atendimento. As ocorrências tiveram início em março de 2010 e culminaram com o rompimento do contrato em 3 de outubro daquele ano, após um rumoroso caso de interrupção dos atendimentos, quando por questões financeiras, os médicos praticamente deixaram o Pronto Socorro.

Na época, além de atender, Roslindo era sócio da MSM, condição que ele mantém até hoje, segundo fontes. O que chama a atenção é que hoje, como secretário, ele é muito crítico dos médicos que hoje respondem pelo Pronto Socorro, por causa dos problemas de atendimento, mas é importante lembrar que há 12 anos ele também esteve do lado de lá do balcão e também acabou ficando no meio de uma polêmica onde no final da população foi prejudicada, o que o deixa sem argumentos para críticas, ainda mais em um momento de tantas dificuldades.

Veja Também