Festas clandestinas: um "cancro" que necessita ser extirpado da vida do avareense

Festas clandestinas: um Fonte da Foto: ilustrativa

A Pandemia do Coronavírus se alastra pelo país; e segundo as Autoridades Sanitárias, ainda está longe de acabar! "Alguns resultados práticos só vamos colher após a vacinação em massa, que pode se estender ainda por este ano afora".

No estado de São Paulo a situação é preocupante e AVARÉ SEGUE NO "RASTRO"; infelizmente!

 

Na última Sessão Ordinária da Câmara Municipal; --após um longo período de paralisação das atividades normais por conta do período de "Quarentena" imposto para o município, onde somente algumas poucas Sessões em regime Extraordinário foram realizadas--; a atuante (e "antenada") Vereadora Adalgisa Lopes Ward - PSB apresentou o Requerimento de n⁰ 330/21 que versa, basicamente, sobre "fiscalizações de festas clandestinas a das aglomerações em locais públicos", que tanto vêm preocupando o avareense de bom senso!

 

É de conhecimento do munícipe que este procedimento, principalmente por parte de jovens, traz uma grande preocupação a todos, eis que essas reuniões, de uns tempos pra cá, estão ocorrendo de forma constante; "um dia, sim, outro também’’!

 

As condenáveis aglomerações são alvo de campanhas de Órgãos de Saúde que focam nos agrupamentos de jovens, os quais são, estatisticamente, neste momento, os mais infectados, não sendo apenas uma opção para coibir festas, mas um anseio para que as contaminações diminuam;

 

A intenção em muitas cidades é a de acabar com aglomerações e festas particulares, na tentativa de conter a disseminação do Covid-19, que vem sendo nesta sua 2ª Onda a mais viral e com muito mais óbitos e contaminações. 

 

Até aí tudo bem! Ocorre que os gestores não estão agindo com a eficiência necessária; faltam-lhes a "ferramenta" eficaz, que traga, efetivamente, o resultado pretendido.

 

E qual seria esta imprescindível "arma" da qual a Fiscalização Municipal tanto precisa? SIMPLES! UMA LEI EFICIENTE QUE PUNA EXEMPLARMENTE ESSES "PROMOTERS MEIA PATACA"; que alugam o espaço físico ideal, ou são eles mesmos os irresponsáveis proprietários do local; COM A APLICAÇÃO DE MULTAS COM VALORES SIGNIFICATIVOS, por infringir normas sanitárias em vigor e realizar FESTAS CLANDESTINAS burlando todas as recomendações oferecidas para o enfrentamento da Pandemia da Covid-19 no município, como, por exemplo, menosprezar; dar uma "banana" para o uso obrigatório da máscara facial, para o distanciamento social, o agrupamento de pessoas, e como se não bastasse tudo isso, ainda cometem um grave crime, passível de prisão em flagrante delito, que é o de vender (oferecer e fornecer) bebida alcoólica para o menor de idade!

 

Certamente é assim mesmo: a Lei que estipula pesada multa para quem promover 'Festas Clandestinas' necessita ser implantada, URGENTE, eis que o avareense só vai "se coçar" quando MEXEREM NO "BOLSO DELE'!

 

Sem falar que a Comunidade do Balneário Costa Azul, uma das mais atingidas por ser costumeiramente palco desses condenáveis encontros festivos, anda cada vez mais preocupada com esta perigosa situação, justamente por temer sofrer uma eventual transmissão e contaminação pelo Coronavírus, e assim não deixa de estar, com razão, DE "SACO CHEIO" COM A PERIGOSA SITUAÇÃO COM A QUAL ESTÁ OBRIGADA A CONVIVER  CONSTANTEMENTE.

 

 

VEJA O REQUERIMENTO DA VEREADORA ADALGISA, NA ÍNTEGRA:

 

REQUERIMENTO Nº 330/2021

DATA: 19/04/2021

SITUAÇÃO: APROVADO

REGIME: Ordinário

 

AUTORIA: Adalgisa Lopes Ward

 

ASSUNTO: que seja oficiado ao Excelentíssimo Senhor Joselyr Benedito Costa Silvestre, DD. Prefeito Municipal da Estância Turística de Avaré, para que nos informe sobre:

 

1) Quais as ações do Poder Executivo para que nossa cidade tenha uma fiscalização constante e eficaz para que possa minimizar ou sanar todos os atos que estejam contrariando os protocolos contra a Pandemia COVID-19?

 

2) As festas clandestinas e as aglomerações nos locais públicos estão sendo fiscalizados? De que forma a fiscalização está atuando para minimizar/sanar essa situação conflitante?

 

3) Quantas notificações já foram realizadas em relação às festas clandestinas e aglomerações em nossa cidade?

 

4) Quem são os fiscais que estão trabalhando em nossa cidade, nos bairros, festas e locais de aglomeração?

 

5) Já se iniciou um trabalho de conscientização nos bairros periféricos e áreas centrais da nossa cidade? De que forma está sendo realizada esta conscientização?

 

E Tenho Dito; e Viva São Benedito!

POR: Carlos Cam Dantas em 22/04/2021

 

 

 

Veja Também