Justiça de Avaré determina penhora de bens de Joselyr Silvestre

Justiça de Avaré determina penhora de bens de Joselyr Silvestre Fonte da Foto: arquivo pessoal

De acordo com o jornal A Voz do Vale, a 1ª Vara Civil do Fórum de Avaré determinou a penhora dos direitos pessoais de imóveis pertencentes ao ex-prefeito Joselyr Benedito Silvestre, no valor de mais de R$ 260 mil. A decisão é do dia 31 de julho e publicada na segunda-feira, dia 3 de agosto.

A Ação de Improbidade Administrativa que gerou a penhora de bens foi ajuizada pelo Ministério Público, devido a uma contratação feita por Joselyr Silvestre quando foi prefeito entre os anos de 1997 a 2000.

Na época, Silvestre contratou uma empresa para serviço de mão-de-obra e montagem de Show Pirotécnico, em que, supostamente teriam ocorrido despesas impróprias e quebra da ordem cronológica dos pagamentos, caracterizando atos de improbidade.

Em sua defesa, Joselyr sustentou a improcedência da ação e a inexistência de atos que caracterizavam a improbidade administrativa.

A empresa, na época, também foi ouvida e sustentou a boa fé e a realização dos serviços contratados.

O MP alegou que a contratação ocorreu sem licitação para os serviços de shows pirotécnicos que encerraram a Festa Country dos anos de 1997 a 2000; quebra da ordem cronológica dos pagamentos; e, que tais despesas seriam impróprias.

A defesa do ex-prefeito ainda justificou que o prefeito que o sucedeu, ou seja Wagner Bruno que foi o responsável por denunciar as contratações de Joselyr, também teria realizado shows pirotécnicos nos anos de 2001 a 2004, com a mesma empresa que prestou os serviços nos anos anteriores.

Veja Também