Prefeitura não explica movimentações da empresa Arpoador

Prefeitura não explica movimentações da empresa Arpoador Fonte da Foto: arquivo

O Jornal do Ogunhê conseguiu fotos da suposta sede da Arpoador Comércio de Produtos Automotivos e Serviços Ltda em São Paulo com filial em Avaré localizada em um terreno baldio, fato que foi conferido por outros sites da cidade, sendo que a Arpoador fez vendas milionárias em peças e serviços para a frota da Prefeitura. Conforme reportagens no Jornal do Ogunhê e em outros órgãos de imprensa, a Arpoador está envolta em vários mistérios e inúmeras suspeitas de irregularidades.

Em Avaré, sua filial fica imóvel com característica total de abandono na Rua Abílio José Curto, número 18, no Bairro Chácara Varginha, como já publicamos e não tem condições de atender a alta demanda de peças e serviços já pagos pela Prefeitura de Avaré, valores fabulosos como já publicamos recentemente. Além das vendas de peças, a Arpoador, apesar de não constar em seu registro de atividades, fez manutenções em veículos da administração, que somam serviços caros, até mesmo retifica de motor, recuperação de suspensões, entre outras intervenções muito específicas. Tudo isso demandaria mão de obra bem treinada e estrutura adequada, e agora a Prefeitura precisa explicar como isso foi possível, pois até agora a Prefeitura de Avaré não se manifestou quanto a esse episódio.

O curioso de tudo isso que como esclarecemos a matéria ganhou grande repercussão, sendo que logo foi esquecida pois nem mesmo quem teria que fiscalizar o local jamais esteve lá e muito menos falou sobre o assunto, preferindo discutir no varejo fatos de teor partidário, sem que qualquer providencia viesse a ser tomado. Não se sabe se algum vereador apresentou essa situação ao Ministério Público.

Veja Também