Secretária de Esportes teria se precipitado ao fechar contrato com São Paulão

Secretária de Esportes teria se precipitado ao fechar contrato com São Paulão Fonte da Foto: assessoria

LOCAL - No momento em que ninguém pode dar uma data definitiva para o fim da epidemia do coronavírus, o que se assiste no governo de Avaré, são preocupações muito distantes da pandemia, com gastos desnecessários e sem prioridades.

Para muitos políticos antigos e até mesmo alguns empresários, não seria a hora de fechar contrato locando o campo do São Paulo, através da Secretaria de Esportes, num momento em que a cidade passa por uma situação de pandemia, sem data para findar.

De acordo com a pasta, a proposta é deixar o local preparado para a volta das atividades após o fim da pandemia do novo coronavírus, mas a secretária de Esportes não explica se vai começar a pagar já o contrato mensal, ou somente depois da pandemia; a população carece de esclarecimento, para não dar conotação de supostos acertos obscuros, afinal de contas, ninguém sabe quando essa pandemia vai passar e, até lá, se o contrato tiver início com pagamento imediato seria, em tese, jogar dinheiro no ralo. Isso precisa ser discutido de forma mais ampla pela Câmara de Vereadores.

Veja Também