Vereadores acham subterfúgios para recesso parlamentar

Vereadores acham subterfúgios para recesso parlamentar Fonte da Foto: arquivo

Como já publicamos aqui, que alguns vereadores estão sem argumentos para debater em plenário e para esses seria interessante que acontecesse o recesso. O curioso é que não faltam subterfúgios para alguns levantarem algumas questões para valorizar esse recesso, o que, para os internautas, com certeza será motivo para críticas aos vereadores que ganham muito bem e trabalham muito pouco durante o ano.

Outra saída alegada por alguns deles seria a suspeita de contágio do coronavírus do presidente da Câmara Barreto de Monte Neto, do vereador Ivan Carvalho, o Ivan da Comitiva e de um servidor da Câmara, sendo que informações dão conta que o servidor já estaria bem, lembrado pela vereadora Marialva Biazon que a decisão do recesso já tinha sido tomada antes dos casos suspeitos ocorridos na Câmara.

Por outro lado, uma outra alegação que não convence é que a Câmara estaria passando por uma reforma, sendo aplicado verniz no piso e pintura do plenário, serviço que, segundo profissionais da área e cidadãos, poderia ser feito à noite durante a semana, sem prejudicar as sessões. Enquanto o Poder Legislativo de Avaré vai na contramão da história nas cidades circunvizinhas não existe nada que possa atrapalhar o trabalho dos vereadores, pois, desde o começo da pandemia, fazem sessões pelo sistema virtual, o que deveriam fazer os vereadores de Avaré, que prefere recesso parlamentar, justamente em época eleitoral. Lamentável.

Veja Também