Zandoná depois de tudo pede respeito à sua pessoa

Zandoná depois de tudo pede respeito à sua pessoa Fonte da Foto: arquivo

Na sessão de segunda-feira última, o vereador e presidente da Câmara, Flávio Zandoná, parabenizou o Dia Internacional da Liberdade de Imprensa e aproveitou para deixar um tipo de recado, como se ele entendesse muito sobre liberdade de imprensa. Flávio Eduardo Zandoná, ao falar sobre o assunto não perdeu a oportunidade de criticar setores da imprensa de Avaré, sem citar nomes, alegando sob a ótica do político que usam da “libertinagem”. (Palavra ligada a sexo).

Na fala, o vereador Zandoná que não explicou o que ele quis dizer com “libertinagem”, (termo ligado a sexo) ele afirmou que não concorda com “facada nas costas”, deixando uma conotação de alguma traição, visto que mudou de lado para ter a votação da base do prefeito e levando com ele a secretária de Cultura, quando é de conhecimento público que ambos eram ferrenhos adversários políticos de Jô Silvestre.

O interessante é que o presidente da Câmara cometeu um erro dos mais estranhos já ocorridos em Avaré, quando muitos levaram facadas nas costas do próprio político que, atualmente, quer ser respeitado. Ocorre que respeito é uma coisa e um comportamento político é outra e como Zandoná depois de tudo que fez, e vem fazendo, em tese, não vai conseguir ser respeitado politicamente já que a vida particular não se mistura com a vida política. E, no momento, as pancadas e críticas ácidas contra ele, ocorrem no âmbito político e não pessoal, chegando ao ponto de pedir respeito à sua pessoa, o que como um homem público claro que merece respeito; mas precisa ter conhecimento de seus atos, principalmente do que fez para chegar onde chegou.

Veja Também